Decreto aprova plano de manejo do Parque Cinturão Verde

Começou a vigorar nesta semana o Plano de Manejo (PM) do Parque Cinturão Verde, que define e regulamenta o zoneamento do parque e estabelece diretrizes básicas de uso e ocupação do espaço, propondo seu desenvolvimento físico de acordo com suas finalidades. A oficialização foi dada pelo Decreto nº 034/10º, assinado pelo prefeito Edno Guimarães e publicado na última quarta-feira (03/03), que aprova o PM elaborado pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e que será gerenciado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMMA) por meio de seu órgão gestor, o Conselho Municipal do Meio Ambiente (COMMA). “A partir de agora, todas as ações de manutenção e preservação do Cinturão Verde terão que seguir as determinações do Plano de Manejo, que é uma espécie de ‘Constituição’ do Parque”, ressalta o secretário do Meio Ambiente, José Ícaro Monteiro Maranhão. Segundo ele, o PM faz um levantamento completo das condições atuais do Cinturão Verde, unidade de preservação com 313 hectares remanescentes de Mata Atlântica, considerada a segunda maior reserva florestal urbana do Brasil, atrás somente da Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro.
O estudo, realizado de 2005 a 2009, define prioridades na recuperação de áreas degradadas e indica quais medidas e benfeitorias deverão ser feitas para garantir o máximo de proteção à flora e à fauna da reserva. Entre as medidas, o estudo recomenda o fechamento definitivo das Trilhas da Peroba e do Fantasminha, que concentram sérios problemas de depredação por conta da visitação pública. Para compensar, sugere a abertura de novas trilhas, que seriam destinadas a projetos de educação ambiental. Também recomenda o replantio de espécies nativas nobres como peroba, canela e canifístula em áreas degradadas, um trabalho que já vem sendo feito com persistência pela SEMMA. Somente nos dois últimos anos, foram plantadas cerca de 70 mil mudas de diferentes espécies, recuperando 20 alqueires de mata, especialmente dos módulos Mandhuy e Corujinha.
Outra diretriz do PM é reforçar as ações e projetos de educação ambiental, especialmente para os habitantes das áreas rurais e das comunidades no entorno do Cinturão Verde. Considerada pela SEMMA como um dos mais eficazes instrumentos para preservação da biodiversidade do município, a educação ambiental já vem sendo adotada pela Secretaria como estratégia de ação contínua para mudar comportamentos em relação à natureza. As ações envolvem palestras em escolas e instituições, visitas monitoradas ao parque, cursos técnicos de educação ambiental, intercâmbios com outros municípios, atividades de sensibilização da população e produção de materiais didáticos e de marketing (como folders, camisetas e bonés). “A educação ambiental se propõe atingir todos os cidadãos e promover uma consciência crítica sobre a convivência do homem com a natureza”, resume a bióloga Cristiane Rocco, chefe da Divisão de Educação Ambiental da SEMMA.
Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Governo Municipal de Cianorte
Esta entrada foi publicada em Cianorte, Cinturão Verde, Meio Ambiente, UEM. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s