Projeto histórico para a Polícia Militar, afirma Pugliesi

De acordo com o Comandante-geral coronel Rodrigo Carstens, a base salarial da Polícia Militar atual foi estabelecida em uma lei estadual sancionada em 1973
O projeto do Governo do Estado, que reajusta e reestrutura o plano de salários é histórico para a Polícia Militar do Paraná. A avaliação é do deputado Waldyr Pugliesi, presidente estadual e líder do PMDB na Assembleia Legislativa, após a audiência de apresentação das planilhas aos deputados promovida pelo Comando Geral da Polícia Militar, na manhã desta quarta-feira (17).

“O comandante-geral da PM, o coronel coronel Luiz Rodrigo Larson Carstens e sua equipe fizeram uma exposição muito esclarecedora. Esta reestruturação, além de garantir salários mais dignos, vai garantir uma série de vantagens para toda a carreira dos policiais”, informou Pugliesi. O deputado se comprometeu com os comandantes em defender a aprovação na integralidade da proposta.
O salário dos policiais militares atualmente é formado pelo soldo de R$ 338,63, mais a somatória de gratificações, chegando a aproximadamente R$ 1,8 mil. O projeto do governador reestrutura por completo a composição da remuneração da carreira militar do Estado do Paraná e incorpora essas gratificações ao soldo. O soldo passará a R$ 2.289,57, quase sete vez mais que o valor atual.
LEI DE 1973 – De acordo com o coronel Carstens, a base salarial da Polícia Militar atual foi estabelecida em uma lei estadual sancionada em 1973. “Naquela época o valor do soldo era aceitável, mas com o passar dos anos os reajustes não acompanharam a inflação e foram acrescentando gratificações aos salários. Portanto, este é um projeto histórico que vai corrigir uma distorção de 30 anos”, informou.
O projeto do Governo, segundo ele, vai juntar tudo e garantir um plano de ações para melhorar as condições de trabalho na corporação. “Isto vai motivar a atuação dos policiais, porque a lei abre uma série de perspectivas, não só de reajuste salarial”. Segundo o comandante, a reestruturação de cargos vai permitir prêmios para os policiais que estudarem e a progressão na hierarquia militar por antiguidade.
“Um soldado de primeira classe, mesmo que não tenha interesse em se formar, será ascendido à cabo e chegará a sargento após 25 anos de corporação. Este será um atrativo para permanecer na corporação e evitar aposentadoria precoce”, informou. A explanação do Comando-Geral foi realizada para esclarecer aos deputados e acelerar o trâmite da matéria na Assembleia.
PROGRAMAÇÃO – O líder do Governo, deputado Luiz Claudio Romanelli, disse que o convite foi enviado para todos os parlamentares. “Esta audiência foi organizada para que todos pudessem esclarecer suas dúvidas sobre o projeto e evitar atraso na tramitação”, disse.
O plano de vantagens será em quatro etapas. A primeira entra em vigor no dia 1º de abril, com a reestruturação dos salários e incorporação ao soldo das gratificações fixas vigentes (risco de vida, gratificação PM especial, gratificação curso e indenização de representação). Nesta etapa o salário vai para R$ 1.873,74.
A segunda fase de aumento ocorrerá no dia 1º de maio, junto com reajuste geral ao funcionalismo. Nela, o soldo inicial do policial de primeira classe será corrigido para R$ 1.967,43. Para a terceira e quarta fases haverá outro reajuste de de 17% sobre o soldo inicial. O Governo pretende implantar as duas últimas até o final do ano, elevando o soldo do soldado de primeira classe para R$ 2.289,57.
A audiência desta quarta, no Plenarinho da Assembleia, contou com a participação de 21 deputados. Além de Pugliesi e Romanelli, participaram da audiência os deputados Dr. Batista, Wilson Quintero, Artagão Jr., Luiz Eduardo Cheida, Cleiton Kielse, Teruo Kato, Edson Strapsson, Ademir Bier, Dobrandino Gustavo da Silva, Pedro Ivo Ilkiv, Rosane Ferreira, Stephanes Jr., Jonas Guimarães, Chico Noroeste, Caíto Quintana, Jocelito Canto e Fernando Scanavaca.
Foto: Ronildo Pimentel
Fonte: Assessoria de Imprensa da Assembléia Legislativa do Paraná – Liderança do PMDB
Esta entrada foi publicada em Estadual, Geral, Jonas Guimarães, PMDB, Policial, Reajuste, Waldyr Plugiesi. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s